A repressão condecorada: a atribuição da Medalha do Pacificador a agentes do aparato de segurança (1964-1985)

Résumé : A atribuição de Medalhas do Pacificador ao longo da ditadura militar brasileira a agentes do Estado envolvidos na repressão política é o objeto desse artigo. A investigação tem por objetivo compreender o perfil dessa medalha, os critérios de concessão da honraria, as justificativas, a proporção dos membros da comunidade de informações entre os agraciados e em que momentos isso foi feito. Para tanto, a lista dos condecorados foi cruzada com levantamentos efetuados por ex-presos políticos e grupos de defesa dos direitos humanos de agentes do Estado denunciados por terem praticado atos de tortura. Conclui-se que o número de agentes repressivos condecorados com a Medalha do Pacificador é reduzido no universo dos agraciados, mas expressivo quando se considera sua modalidade mais prestigiosa, “com Palma”. Além disso, comprova-se que os encarregados da perseguição política no período, responsáveis por inúmeros casos de violação dos direitos humanos, não foram condecorados a despeito do que fizeram, mas porque o fizeram.
Document type :
Journal articles
Complete list of metadatas

https://hal-upec-upem.archives-ouvertes.fr/hal-01395005
Contributor : Maud Chirio <>
Submitted on : Thursday, November 10, 2016 - 11:53:17 AM
Last modification on : Thursday, July 13, 2017 - 4:54:28 PM

Identifiers

  • HAL Id : hal-01395005, version 1

Collections

Citation

Maud Chirio, Mariana Joffily. A repressão condecorada: a atribuição da Medalha do Pacificador a agentes do aparato de segurança (1964-1985). História unisinos, Universidade do Vale do Rio dos Sinos (RS), 2014, A ditadura brasileira: história e historiografia, 18 (3). ⟨hal-01395005⟩

Share

Metrics

Record views

125